Calma. Respira. Vai dar tudo certo: reflexões de quem teve coragem de mudar tudo

Calma. Respira. Vai dar tudo certo: reflexões de quem teve coragem de mudar tudo

Sempre fui muito pé no chão. Até demais, eu diria. Sai da escola direto para um emprego fixo com carteira assinada. Trabalhei, entrei na faculdade, estagiei em dois lugares, sendo efetivada no segundo e me formei. Fiquei 7 anos nessa empresa que me ensinou tanto não só sobre trabalho, mas sobre a vida, e tomei uma decisão drástica: colocar em prática um sonho antigo de fazer um mestrado fora do país.

Foi uma escolha fácil embarcar num plano sem garantias concretas de sucesso? Não foi. Não está sendo. Mas eu prefiro viver com o arrependimento de ter tentado do que com a dúvida de como teria sido. Confesso que o fato do meu marido compartilhar os mesmos objetivos comigo tornou o processo mais ameno. Afinal, foi um sonho que construímos juntos. Mas mesmo assim dá um medo danado.

O medo do desconhecido pode ser paralisador e aterrorizante. Quando tudo estava praticamente tudo fechado, comecei a ter uns pensamentos de auto-sabotagem, como se eu não fosse merecedora daquilo que eu estava prestes a viver: “será que eu vou conseguir?”, “E se eu me desestabilizar emocionalmente?”, “E se eu não der conta”?, “E se eu me sentir sozinha?”, “E se eu detestar o lugar?”, entre outras coisas.

Mas o fato é que eu consegui deixar isso pra trás me cercando de pessoas que torcem pelo meu sucesso, fazendo muita terapia e tendo calma. Respirei fundo inúmeras vezes.  Sempre que os pensamentos destrutivos vinham à cabeça, eu pensava: “Qual o pior que pode acontecer se não ser certo?” A resposta nunca era algo terrível, irreparável. Então la fui eu. Eu, meu marido e nossas vidas espremidinhas dentro de algumas malas.

Tem duas semanas que chegamos aqui em San Francisco, na Califórnia. Não tenho a menor ideia de como vai ser, mas já me sinto vitoriosa. Vitoriosa por ter conseguido vir. Vitoriosa por ter tentado, independentemente do “resultado”.

Diante de tudo isso que contei para vocês, meu conselho é: a vida é feita de oportunidades que precisam ser agarradas na hora que surgem e de experiências que nos fazem crescer como ser humano. Não pense demais no futuro. Vez ou outra é preciso deixar rolar.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *