Um novo (e inusitado) jeito de comer bala

Um novo (e inusitado) jeito de comer bala

Foto da capa: Lais Moss Sou o tipo de pessoa que não curte muito aquele gosto forte de bebida alcoólica na boca. Dou sempre um jeitinho de disfarçar com frutas, especiarias ou até mesmo um suquinho básico. Eis que, recentemente, eu descobri as Candyholics da LoOP, balinhas tipo “gummy bear” alcoólicas. Desenvolvida pelos amigos Dov Shnaiderman e Felipe Bergson, a marca chegou ao mercado no fim do ano passado e já conquistou meu coraçãozinho. Isso porque além de deliciosas, as…

Read More Read More

9 dicas pra ter o casamento dos seus sonhos

9 dicas pra ter o casamento dos seus sonhos

Fotos: Leonardo Staccioli Depois de um bom tempo sem postar, aqui estou eu novamente (aêêê). O sumiço tem motivo: tive 4 meses para organizar meu casamento e, junto com o expediente do trabalho, era impossível ter tempo para outras coisas, como escrever pro blog. Por isso, retomo às postagens com o tema que dominou meu tempo livre do início do ano até agora com algumas dicas preciosas para as futuras noivinhas 1. A primeira dica é: aceite que você não…

Read More Read More

Um brinde à autoestima

Um brinde à autoestima

Foto da capa: Recado na escola de engenharia da UFMG, por Lise Pires A autoestima é um assunto que, assim como o consumo consciente, tem me aguçado a curiosidade e despertado meu interesse. Isso porque afeta diretamente a minha, a nossa e a vida do público feminino em geral. É raro você conhecer uma mulher totalmente satisfeita com a sua imagem, seu corpo. Ela quase sempre vai achar um defeito físico ou, pior, se sentirá incapaz para desempenhar inúmeras funções…

Read More Read More

Carta aberta de uma ex-consumista

Carta aberta de uma ex-consumista

Meu nome é Bruna, tenho 27 anos e estou há 20 dias sem comprar nada supérfluo. Hoje eu me considero uma ex-consumista. Isso quer dizer que eu parei de comprar? NÃO. Mas significa que eu passei a ter uma relação bem diferente e mais consciente com as minhas compras, meu consumo. Sim, ainda tenho MUITO a evoluir, mas toda mudança, quando genuína, acontece aos poucos. Ninguém muda de um dia pro outro. Quem convive comigo no dia a dia percebe…

Read More Read More